Converter um banco de dados Oracle single para RAC (Real Application Clusters) pode parecer para muitos uma tarefa complicada, cheia de mistérios… mas de fato, NÃO é!
A Oracle nos disponibiliza algumas ferramentas para esta conversão, dentre elas o próprio DBCA (Database Configuration Assistant) e o RCONFIG. Para saber mais sobre a conversão de single para RAC através destas ferramentas acesse Oracle® Real Application Clusters Installation Guide
Neste artigo estará sendo abordado uma conversão MANUAL de single para RAC (2 nodes), mas atente-se, o exemplo parte do ponto em que você já tenha o ambiente RAC montado (GI + ORACLE Database Software) e a base SINGLE que será convertida já migrada/clonada para o ambiente RAC.


As inscrições para o GUOB TECH DAY 2014 começaram. Garanta sua presença!

Estarão presentes palestrantes como Alex Zaballa, Roy Swonger, Ronald Vargas, Francisco Alvarez, Gustavo Gonzalez, David Peake, Deiby Gomez, Gustavo Rene Antunez, Eduardo Guedes, Wagner Bianchi e Rodrigo Mufalani.

Este ano teremos mais de 28 sessões em 5 linhas: DBA, Desenvolvimento, Business intelligence, Oracle E-Business Suite e Oracle APEX.

INSCRIÇÕES ABERTAS: Acesse o site GUOB TECH DAY 2014


Fique ligado! A data do evento GUOB Tech Day 2014 já foi anunciada.
Com grande prazer, o GUOB anuncia seu principal evento na sua 5a. edição para o dia 02/08/2014 em São Paulo no Hotel Blue Tree Morumbi, o qual proporcionará um grande encontro de usuários de tecnologia Oracle do Brasil com a participação de palestrantes internacionais e nacionais.
O resultado positivo nos últimos anos se deve principalmente a qualidade das palestras, as quais garantiram o investimento dos participantes em dedicar um dia para estar presente em nosso evento. Além do netwoking proporcionado aos associados do GUOB e aos profissionais usuários de tecnologia Oracle.
Agende-se para mais uma edição deste grande evento. Em breve inscrições estarão abertas.
Associe-se ao GUOB. Participe nos eventos. Sua participação ajudará a crescer nosso grupo e fortalecer nossas ações na comunidade Oracle no Brasil.
Coordenação 2014

O Oracle Cloud File System (CloudFS) é uma suite de gerenciamento de armazenamento da Oracle composta pelo ASM Cluster File System (ACFS) e ASM Dynamic Volume Manager (ADVM) que basicamente lhe permite criar e remover volumes(“discos”) de forma rápida e simples.
Durante o deploy do ODA é possível que seja configurado um CloudFS, especificando seu ponto de montagem (“/cloudfs”) e tamanho.
Caso um cloudFS não seja configurado durante o deploy, não tem problema! É possível criá-lo tanto através da interface gráfica(acessar MOS nota 1435019.1) como sem ela(GUI), como faremos neste artigo.

Proporcionado por necessidades distintas de aplicação, segurança e até mesmo alterações incorretas ou desnecessárias é comum nos depararmos com usuários de banco de dados que contenham roles de forma não default (DEFAULT_ROLE = NO).
*Muitos casos com roles não default são constatados quando liberamos uma role a um usuário e ele retorna informando que ainda não possui as permissões esperadas pela role, ao verificar nos deparamos com DEFAULT_ROLE = NO na DBA_ROLE_PRIVS.

Quando o Enterprise Manager, seja database, grid ou cloud control console é acessado, por default exite um tempo de inatividade até que o client HTTP seja desconectado em função do tempo máximo inativo ser violado. Em um EM Coud Control 12c, por exemplo, o client HTTP recebe a mensagem “The page has expired. Click OK to continue”, já no EM Database Control 10g ao tentar reutiliza-lo ele automaticamente redireciona para a página de logon sendo necessário inserir novamente as credenciais de acesso.
Segundo a documentação da Oracle este timout ocorre para prevenir o acesso de pessoas não autorizadas a console, onde após o tempo de inatividade predefinido a página é automaticamente expirada.
“To prevent unauthorized access to the Cloud Control, Enterprise Manager will automatically log you out of Cloud Control when there is no activity for a predefined period of time. For example, if you leave your browser open and leave your office. This default behavior prevents unauthorized users from using your Enterprise Manager administrator account.”
Apesar do timeout ser uma forma de segurança predefinida, visualizar algumas vezes a mensagem de página expirada e/ou precisar inserir novamente as credenciais pode começar a causar certa aflição, principalmente para quem gosta de estar sempre acompanhando o “ambiente” pela console e não está ativamente interagindo com  ela, fazendo o timeout ser constantemente alcançado.

O AWR Formatter para quem ainda não conhece é uma iniciativa de Tyler Muth que “formata” o AWR report HTML [ veja como gerar um awr report ] em algo mais simples e fácil de ser entendido, principalmente para que está iniciando na análise de relatórios AWR.
A ferramenta agrega ao AWR comentários, conversões (bytes/KB/MB/GB/TB), Links para notas e documentações no MOS referentes ao evento/contenção, gráficos de I/O entre outros.
Atualmente o AWR Formatter é uma extensão (plugin) apenas para o Chrome e funciona para versões de banco de dados Oracle superiores a 10.2 single-node report. Para RAC/Gobal AWR ou comparações de períodos awr ainda não há suporte.
Para instalar é simples: